Um processo criminal que está em andamento há mais de 30 anos deve ser definido na noite desta terça-feira (14). Está sendo julgado em Lages (SC) um réu de 57 anos, acusado de matar um homem de 50 anos na noite de 17 de setembro de 1977. Segundo o juiz Geraldo Corrêa Bastos, da 1ª Vara Criminal de Lages, é o processo criminal em andamento mais antigo do país. Se o réu for condenado, poderá entrar com recurso, segundo informações da 1ª Vara.

Segundo Bastos, o réu é acusado de homicídio qualificado porque a vítima foi atingida pelas costas – por seis tiros -, sem chance de defesa. O acusado estava foragido e foi encontrado em 12 de junho, em um aeroporto em Várzea Grande (MT). Se condenado, o réu pode pegar uma pena de, no mínimo, 12 anos de prisão. Ele é submetido a júri popular.